Nunes Farma

(41) 2141-4100

Blog

« Voltar
24/01/2018

Fique longe da febre amarela

Após novos casos registrados no Brasil no início deste ano, a febre amarela voltou a chamar atenção, poucos meses depois do surto que ocorreu no primeiro semestre de 2017.

Por isso, respondemos as principais perguntas para esclarecer tudo o que você precisa saber sobre a doença.

O que é a febre amarela?

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus.

Como é a transmissão?

Sua transmissão se dá por mosquitos contaminados, que são os vetores. Enquanto nas áreas silvestres o principal deles é o Haemagogus, nas áreas urbanas o transmissor é o mesmo da dengue, o Aedes aegypti.

O surto da doença que vem acontecendo é da transmissão silvestre. Por isso, a contaminação de macacos é o primeiro sinal de alerta para uma possível transmissão também para humanos. Estar com uma pessoa contaminada não transmite a doença, apenas a picada de um mosquito que carrega o vírus o faz.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da doença podem não se manifestar ou serem muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Como é feita a prevenção?

A melhor forma de prevenir é a vacinação, que está disponível nas redes pública e privada. Alguns convênios médicos a cobrem no sistema particular de saúde.

Além disso, o uso de repelente, telas, mosquiteiros e roupas fechadas nas áreas de risco é um cuidado extra recomendado.

Quem faz parte do grupo de risco?

Os grupos de risco são pessoas que moram ou irão viajar para as áreas apontadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde, que incluem todo o estado de São Paulo, estados das regiões Centro-Oeste e Norte; Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Maranhão; e partes dos estados da Região Sul, Bahia e Piauí.

O que é a dose fracionada?

Foi uma maneira que o governo encontrou de viabilizar a vacinação em um grande número de pessoas em pouco tempo, com uma dose de 0,1mg ao invés de 0,5mg, que é a dose integral. Mas as pessoas que irão viajar para as áreas de risco devem tomar a dose inteira.

A vacina é para todos?

Não. A vacina contra febre amarela é contraindicada para gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças até seis meses e pessoas com mais de 60 anos. Pessoas imunodepressivas, como pacientes oncológicos e portadores de doenças crônicas também não devem tomá-la.

Quem tomou vacina há mais de dez anos precisa de reforço?

Não. Essa recomendação foi alterada e sabe-se hoje que quem tomou está protegido sem necessidade de outra dose para reforço.

A vacina tem efeitos colaterais?

Os efeitos são muito similares aos sintomas da doença, mas são muito raros.

Já tive febre amarela, preciso me vacinar?

Não. Quem já teve a doença desenvolve imunidade por longo tempo.

Febre amarela pode matar?

A taxa de letalidade, segundo o Ministério da Saúde, é entre 20 e 50% dos casos.

Qual é o tratamento?

Os sintomas é que são tratados, e não a doença em si. Recomenda-se evitar aspirinas e derivados, a fim de prevenir hemorragias. 

0 Comentário(s)

Categorias

RUA ALMIRANTE GONÇALVES, 2247, CURITIBA - PR - CEP: 80250-150
Ver Mapa

Receba nossas novidades


NUNESFARMA DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA | Nunesfarma
CNPJ:75.014.167/0001-00 | IE: 101-470.94-67 | IM: 00 00 0111436-0
Endereço: Rua Almirante Gonçalves, 2247
CEP: 80250-150 Água Verde - Curitiba
Farmacêutica Responsável: Pâmela Fernandes Kaseker | CRF-PR 16.297 | CMVS:00.142/2015 | Autorização MS:1.01795.2
Fone (41) 2141 4100 | Email: sac@nunesfarma.com.br
As imagens exibidas são meramente ilustrativas. Todos os direitos reservados.
Powered By Totalize Internet Studio.